Profissionais

Óptico Pratico Técnico em Óptica  |  Contatólogo  Optometrista

VOLTAR

 
 

 

 

Superior em Optometria

 

 

HISTÓRIA DA OPTOMETRIA NO BRASIL

 

O reconhecimento da Optometria pelo governo brasileiro data de 1932 através de Decreto. Porém, a Optometria é bem anterior. Tem início com a chegada da família Real ao Brasil, promovendo grandes avanços científicos, culturais e desenvolvimento ao Brasil.

 

Imigrantes vieram da Alemanha, Espanha, USA trazendo a óptica e optometria ao Brasil. O primeiro registro da óptica-optométrica no Brasil foi em 1835 no Recife, pelo técnico oculista Joseph Herschel. A oftalmologia brasileira não existia, aparecendo por volta de 1920 muito rudimentar, e por volta de 1932, totalmente voltada e especifica em tratamento de patologias do globo ocular.

 

Consolidava-se por volta de 1900 no Brasil, "Exames da Vista", realizado nas casas de óptica, realizado por optometristas. A demanda foi tamanha, que a óptica "Casa Fretin" - SP, contratou e trouxe um optometrista norte-americano para realizar exames da vista - NÃO CONFUNDIR COM EXAMES DO GLOBO OCULAR - realizados somente por médicos oftalmologistas.

 

O que é então - Exames da Vista - realizados por optometristas?

A ilustração abaixo pode explica melhor.

 

            Deste lado, um olho míope.                               Deste, uma lente corrige a miopia.

Note que a imagem não chega na retina.               Aqui, a lente empurra a imagem até a retina.

 

No olho míope, a imagem forma ANTES da retina. Para que a imagem chegue na retina, usamos lentes compensatórias, para que a imagem chegue nítida e compreensível ao cérebro.

 

 

 

O inverso é no olho hipermetrope (figura acima). A imagem é formada depois da retina, levando a imagem distorcida ao cérebro. Para corrigi-la, usamos lentes compensatórias, para que a imagem chegue nítida e compreensível ao cérebro.

 

A optometria é FÍSICA, e não medicina. Trabalha com a refração e luz. Em nenhum momento dos exames optométricos, são usados equipamentos de uso da medicina, e sim, equipamentos ópticos, específicos e não invasivos ao corpo humano.

 

Com a optometria crescendo, o médico oftalmologista Dr. Hermínio de Moraes Brito Conde, por absurda reserva de mercado, elaborou e conseguiu aprovar em plena ditadura Vargas, o Decreto 24.492/34 (se refere a práticos) - na tentativa de banir a optometria no Brasil, e fazer da óptica, extensão do consultório médico oftalmológico, confundindo a todos - FÍSICA com MEDICINA como se fossem uma única área.

 

Por volta de 1950 (não exatamente), aparece a primeira lente de contato, fabricada e adaptada por ópticos. Poucas décadas mais tarde são fabricadas às primeiras lentes gelatinosas. De fácil adaptação, como conseqüência, despertou interesse dos médicos, aprendendo adaptar até hoje com Técnicos em Óptica. A facilidade de adaptação é tamanha, que secretárias sem formação e habilitação profissional, são incentivadas a adaptarem lentes de contado no interior de consultórios e clínicas de oftalmologistas em desacordo com a lei e total desrespeito com o cliente.

 

A Organização Mundial da Saúde - OMS - da qual o Brasil é membro, tem um slogan;

- Optometria, Primeira barreira contra a cegueira mundial - e ocupa a cadeira de n° 196.

 

 

 

 

A Importância do Profissional Óptico-Optometrista na Melhoria da Saúde Visual Pública Brasileira

 

OPTOMETRIA

VISÃO PARA TODOS

 
A optometria é uma ciência já disponível em nosso país através do trabalho dos ópticos-optometristas. Atualmente, o Brasil possui diversos centros de formação técnica e acadêmica de optometristas, mas o seu trabalho ainda é pouco conhecido pela  sociedade.
Os benefícios proporcionados pela optometria têm sido pouco divulgados e adotados pelas autoridades de saúde, no Brasil, principalmente devido à desinformação sobre o assunto.
Nosso país enfrenta uma grave situação na área de saúde visual, pois 56% de sua população possui dificuldades para enxergar devido a alterações visuais de causas ópticas (refrativas) e não patológicas (doenças oculares).
As crianças que não enxergam bem têm um rendimento escolar medíocre, com elevados níveis de repetência, os quais acabam por desestimular a continuidade de seus estudos. Milhões de adultos têm sua produtividade reduzida ou até interrompida e os idosos detêm uma queda brusca de qualidade de vida pela falta de uso de um simples par de óculos.  A nação brasileira perde muito dinheiro e talento por questões relacionadas à visão.
Esse problema pode ser resolvido de forma rápida e acessível, através da Optometria. Basta  uma pequena mudança no modelo de saúde visual, adotado pelo Governo.
Este folheto visa expor com maior clareza o que vem a ser  optometria e qual a sua importância para os brasileiros.

Optometria: Uma profissão livre e independente

A optometria auxilia na saúde visual, entretanto não exerce nenhuma atividade médica. Medicina é saúde. Saúde não é medicina. A saúde não é privativa de nenhuma profissão.
A optometria é a alternativa mais eficaz e menos onerosa no combate à baixa qualidade visual de um povo.
Nesse contexto, a optometria desenvolveu-se por todo o mundo, e é reconhecia em mais de 60 países entre eles: Alemanha, Inglaterra, França, Rússia, China, Índia, Japão, Líbano, Israel, EUA, Canadá, México, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul, Quênia, Venezuela, Colômbia, Costa Rica, Guatemala entre tantos outros.
O Óptico-optometrista é um profissional não médico que está preparado para examinar e avaliar a função visual, prescrevendo soluções ópticas  (óculos de grau e de proteção, lentes de contato,  etc.) nos casos de miopia, hipermetropia, astigmatismo, vista cansada (presbiopia), estrabismo, ou seja, quando a alteração visual não for de ordem  patológica  ocular ou sistêmica.
Também é responsável pela orientação técnica e estética ao usuário de óculos e lentes de contato. É ele quem adapta os óculos e as lentes de contato às necessidades do usuário.
O resultado de seu trabalho é a satisfação plena do cliente.

O Óptico-optometrista e o Oftalmologista

O Óptico-optometrista identifica, diagnostica, corrige e prescreve soluções ópticas que irão compensar as ametropias (alterações visuais não patológicas, como: miopia, hipermetropia, presbiopia, astigmatismo, vista cansada,  etc.). Ele não utiliza qualquer medicamento ou técnica evasiva ao corpo humano. Todos os seus equipamentos são de caráter observativo e direcionados à avaliação quantitativa e qualitativa do sentido da visão.
O Óptico-optometrista ao identificar uma alteração visual de ordem patológica ocular ou sistêmica, encaminha o cliente a um profissional da área médica, inclusive ao oftalmologista, quando for o caso.
O Oftalmologista trata do globo ocular e seus anexos, diagnosticando e cuidando das doenças  através de cirurgias e medicamentos. Ele dedica-se à preservação da saúde do globo ocular e seus anexos. A atividade desses dois profissionais somente beneficia toda a população.

Benefícios da optometria

CUSTO SOCIAL - Enquanto o Estado leva em torno de 6 anos para qualificar um médico oftalmologista, um optometrista pode concluir sua formação técnica em até 2 anos e sua formação superior em até 4 anos.

FOCO NO PROBLEMA - O optometrista é preparado para resolver alterações visuais não patológicas, que representam  90% de todos os casos de problemas visuais.

MELHOR DISTRIBUIÇÃO - Nos países que adotaram a optometria, percebeu-se uma melhor distribuição desses profissionais em regiões longínquas e de difícil acesso. Isto facilitou o atendimento da população, principalmente a menos favorecida. Atualmente, existe 01 oftalmologista para cada 60.000 habitantes no Norte do Brasil, evidenciando a falha no modelo visual brasileiro.

AUMENTO DA DEMANDA OFTALMOLÓGICA - Realizando o atendimento primário da visão, os optometristas encaminham os pacientes portadores de doenças aos oftalmologistas e estes poderão dedicar-se integralmente às questões patológicas visuais, para as quais foram preparados.

POPULAÇÃO MAIS BEM ATENDIDA - A optometria segundo a Organização Mundial da Saúde é a responsável pelo atendimento primário da visão. Sua eficácia é comprovada, inclusive no Brasil, apesar de forte oposição. Nos EUA existe uma força de 34.000 optometristas e 18.000 oftalmologistas, para atender toda a demanda visual daquele País. Os dados e a situação visual da América do Norte atestam que as soluções dos problemas visuais passam, obrigatoriamente, pela ciência da optometria.

 

   

conselho@cooerj.org.br  | TeleFax: (21) 3553-5220 - Cel: (21) 98844-0437  Av. Pres. Vargas 583 - Sala 2211 - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20071-003